terça-feira, 29 de outubro de 2013

Resumo: Capítulos 9 ao 16.

"Quero lembrar que esses resumos
não substituem a estória original
e foram feitos para que as pessoas 
que já a acompanhavam retomem-na
sem dificuldades. Por isso se você não 
leu os capítulos anteriores recomendo lê-los"
Forte abraço, Otávio Silva.

A desconfiança começa a pairar em um grupo tão heterogênio como o reunido por Minus, O Touro, principalmente da parte do pequeno Neflin que parece ter habilidades além do esperado de um humano comum. Num bar de um conhecido de Minus todos descansam da batalha bebendo e falando besteiras ao vento enquanto Minus “conversa” com a irmã de seu amigo, Kalayne.
No dia seguinte, Minus conta seu objetivo para seus companheiros, matar Gordon, Kalays, amigo de Minus e irmão de Kalayne, parece já saber dos planos de Minus e é apresentado por este como um bom estrategista. Em uma conversa com Neflin, Kalays fala sobre Minus e como ele possui 3 trunfos em sua manga, o primeiro é o que ele chama de fúria de batalha, um estado de frenesi de guerreiros antigos do gelo que faz com que MInus entre em um estado de fúria incontrolável que o deixa muito forte, mas incontrolável. O Segundo é o braço esquerdo, que parece ter passado por um treinamento especial para torna-lo mais forte e o terceiro trunfo não é revelado pro Kalays, por ele mesmo não saber do que se trata.
Depois de marcar de se encontrar com kalays em outro lugar os companheiros rumam a o Makao, até o famoso mercado de Makao. Ao chegar lá Minus fala de uma outro amigo que faz armas especiais. Gosh, um velho que parecia decrépito depois é revelado como um antigo espadachim, Magosh, o turbilhão de lâminas. As armas reveladas por ele são descritas como especias, de metais estranhos e com gravuras bem trabalhadas à mão, porém a arma de Minus não havia sido terminada, o que parece ser um escudo/espada que seria usada no braço direito; em troca Gosh dá a Minus um punho forjado com um matal misterioso que veio de um cometa com propriedades desconhecidas, só o que se sabe é que é bem resistente.
De Makao à Prisma, para a biblioteca mais famosa dos 5 Reinos onde Minus tenta achar a localização do exército do Leão e antes de encontrar qualquer outra coisa eles saem da biblioteca perseguidos poe soldados do Rei Gordon, O Leão. No castelo do Leão revela-se uma figura, um cozinheiro com idéias políticas muito diferentes que logo é visto como uma ameaça por Gordon que, cauteloso, logo o incorpora a sua corte num cargo de grande confiança.
O Mor-Grão-General Dort, o mais alto escalão militar do exército do Leão recebe uma carta de Minus ameaçando o exército caso não se submetam a ele, carta que logo é ignorada por Dort, atitude da qual ele se arrepende rapidamente pois todos que receberam as cartas de Minus morreram o que começa a preocupar o grande general que era irmão de Gordon, o Rei Leão.

                                                                   O Rei Ancião
The King by 0BO

terça-feira, 15 de outubro de 2013

RESUMO: Capítulos 1 ao 8.



hdwallpaperstop


Nossa saga começa numa batalha que ficaria conhecida como a batalha dos 200, Minus, Chamado de “O Touro”, como autoproclamado líder de uma tropa de mil homens que enfrentavam um batalhão de quase dez mil, demonstrou astúcia ao derrotar com uma lança ao pescoço, único local desprotegido na pesada e imponente armadura do Grande GeneralKairus, O Conquistador. Com a derrota de líder, seus soldados ficaram desnorteados no campo de batalha, e em meio a poças de sangue, lágrimas e suor, apenas cinco restaram vivos, estes eram Minus, Argonis, Tutor de Minus, Neflin, que inicialmente se identificara com N, mas Depois fora revelado por Minus como um nato assassino; Arthur, um homem de meia idade, mas um bom estrategista e Zorf, uma montanha de músculos que é tido como “não muito inteligente” o que é mais do que o que conhecemos como alguém leigo.
Minus fala com seus novos companheiros que ele já havia planejado recrutar desde e começo e ao redor de uma fogueira comentam sobre O Grande Rei Ancião, Dôminus Rei, a maior autoridade política, religiosa e maior exemplo de sabedoria Dos 5 Reinos, simplesmente alguém intocável, tanto que é comentado que talvez ele nem exista de verdade. O seu representante local é O Rei Gordon, O Leão. Todos abismados têm Minus por louco quando fala de seus objetivos: Matar o Rei Gordon e um dia matar o próprio Dôminus Rei.
Rei Gordon, uma figura que representa a própria força, fica sabendo sobre Minus e sobre a batalha dos 200 ordena a captura de Minus e seus companheiros. Sem saber o que os está reservado os cinco viajantes conversam em volta de fogueira sobre a históriados 5 Reinos e a figura de Fausto, O Primeiro Grande Mago, que é tido como quase como um Deus e que é representado por Dôminus, a quem Minus está determinado a matar. Ainda ao redor da Fogueira Neflin observa o braço esquerdo enfaixado de Minus e passa a desconfiar disso ao perceber que ele mentia ao dizer que tinha se queimado.
E num Jantar Real, No Castelo do Rei Gordon, na Província do Leão, a figura de um cozinheiro se destaca por apresentar filosofias políticas diferentes o que é visto por Gordon como uma arma, a ponto de ele nomeá-lo Ouvido Esquerdo do Rei, um cargo de confiança dentro da Hierarquia Real.
 
Os Capítulos 4 e 5 falam sobre uma raça que vive nos 5 Reinos chamados por todos de Cultuadores da Lua, com olhos amarelos e pele alva, esses seres mostram-se mais fortes, ágeis e inteligentes que os humanos normais, o que parece algo bem semelhante ao companheiro de Minus, o mercenário Neflin. Recomendo ler esses dois capítulos.


Próxima semana resumo dos capítulos 9 ao 16.
Até lá, Forte abraço.