sábado, 6 de outubro de 2012

Capítulo 2

            Diante de uma fogueira, com seus rostos pálidos do frio, agora os inglórios heróis desfrutavam de sua vitória, mas não havia muitos motivos para se sentirem vitoriosos, os mais de 200 homens foram reduzidos a 12, e depois a 5. Todos estavam sem palavras, quem seria o primeiro a atirar a primeira flecha sobre o que havia acontecido?
Foram três dias intensos de batalha, Minus somente chegara ao ultimo dia.
Neste momento, diante da fogueira vemos os cinco rostos desolados até que finalmente Arthur fala:
- Amigos de batalha, creio que não tivemos tempo para nos apresentarmos, Eu sou Arthur, da província de Natan, conhecido como o melhor flecheiro do reino. – Arthur é um homem baixo de cabelos vermelhos e sardas no rosto, parece sorrir o tempo todo. Após se apresentar fez um gesto com a cabeça apontando para o homem alto de peito largo e barba negra.
- Eu sou Zorf, Escudeiro da Princesa Sutra, - Sua voz parecia um trovão rouco - infelizmente não desempenhei meu papel como devia, Sutra está morta e não sei se devo voltar À mulher do Rei* e dizer-lhe isso.
- Sou Argonis, protetor e tutor de Minus.
- Sou Minus.
- Só isso? Não vai dizer mais nada? – Disse Arthur.
- Depende do que quer saber.
- Por exemplo: Como o garoto como você pode ter sua fama? Um garoto derrotar exércitos inteiros e sair ileso?
- Hoje você testemunhou isso, não foi?
- Sim... Estratégia. Mas o que você pensa da vida Minus?
- Espere, ainda falta o garoto de olhos amarelos e cabelos negros caídos ao rosto. – disse Argonis – Vi ele lutar, não é qualquer um, é muito rápido para ser apenas mais um rato do Rei.
- Dispenso a apresentação.
- Eu insisto. - Argonis.
- E se eu me recusar? – os dois já cerravam os dentes e lançavam tiros de olhares um para o outro quando Minus interveio:
- Por Fausto, diga logo seu nome. – recusou-se demorando a dar sua resposta, mas por fim...
- Me chame de N.
- N? Isso lá é nome!
- Argonis, acalme-se. Fale algo mais, rogo-lhe pelos Deuses da Terra.
- Não estou nesta guerra por glória, nem para defender o Rei.
- Então por quê? – Perguntou Minus.
-... Dinheiro.
- Há! Um mercenário... – Sussurrou Argonis.
- Pela Segunda vez Argonis, Acalme-se. Se ele quisesse lhe matar você já estaria morto.
- Sabe quem e eu sou Touro?
- Pessoalmente não gosto deste agnome, mas sim, se me permitir tentar...
- Prossiga.
- Homens, este é Neflin, Filho Arstan, Seu pai Morreu por mando do rei por não pagar tributos durante anos, sua mãe morreu do mal do orvalho quando ele tinha menos de 7 anos, depois que ficou órfão começou a treinar para se tornar o mais rápido assassino dos Cinco Reinos. Estudou anatomia e comportamento humano para se especializar em matar da forma mais rápida e indolor possível. Dizem que ele consegue matar três pessoas em um piscar de olhos sem que elas mesmas percebam que morreram.
- Quatro pessoas. Se estiverem bem posicionadas. – Arthur Boquiaberto falou:
- Então é verdade o que dizem, Minus, O Touro, tem mesmo olhos por todos Os Cinco Reinos.
- Não, devo confessar, apenas conheço bem o Reino Sul. Além de ter a sorte de ele ser da mesma província que eu... Já estava de olho nele antes desta batalha.
- Como assim? - Perguntou Arthur.
- O fato de eu ter vindo para essa batalha hoje foi para escolher dentre os guerreiros aqui, os melhores homens. E estes são vocês. Arthur, além de exímio flecheiro é bom estrategista, talvez até melhor do que eu, conhece bem todos os 5 reinos porque já foi mercador de especiarias, seu fraco mulheres. Neflin, além de um assassino silencioso é astuto e perspicaz, tem muitos contatos no submundo, onde não tenho influência, seu fraco, prefiro não falar. Zorf, uma montanha, consegue partir um homem ao meio sem muito esforço, embora seja tido como não muito inteligente, o que o levou a ser expulso de sua casa e se entregar ao crime, O Rei Gordon  viu seu potencial e treinou-o para ser o escudeiro da Princesa Sutra,  até que recebeu uma carta chamando-o a lutar, a minha carta. Este é Argonis, o melhor lanceiro do reino, meu tutor, protetor e amigo, seu fraco Bebidas – Argonis deu uma gargalhada. Eu sou Minus, eu os convoquei.
- Espero que esteja disposto a pagar meu preço – resmungou Neflin.
- Posso lhe oferecer muito mais do que ofereço a eles, mais do que dinheiro, mais do que glória, mais do que qualquer um pode pagar – pela primeira vez alguma expressão apareceu no semblante de Neflin. – Posso lhe oferecer... Vingança.
- Contra quem? – Perguntou Arthur.
- Contra o Rei.
- Você só pode estar louco, Como vai matar Gordon, O Leão, isso é impossível. Ele vive protegido por milhares de guardas, em um castelo impenetrável . Nunca vai se aproximar do Rei Gordon, ele é o representante do Dominus Rei, O Rei Ancião, O Homem mais sábio e poderosos dos 5 Reinos.
- O Leão é apenas parte do trajeto, ele precisa estar morto para não interferir no meu objetivo.
- E Qual é seu Objetivo, Quem você quer matar? – finalmente perguntou Neflin, e seu olhar formava um coro com os outros 4 que olhavam fixamente para o jovem Minus.
- Quero matar O Rei Ancião, Dominus Rei.




* A Mulher do Rei não é a Rainha neste mundo, 
A rainha é aquela que se equipara ao Rei, 
porque nesta Realidade a mulher é igual ao homem
 e pode dominar um Reino sozinha como um Rei.


0 comentários:

Postar um comentário